Terra Milenar

Campo Arqueológico da Serra da Aboboreira

O Campo Arqueológico da Serra da Aboboreira (C.A.S.A.), foi um projecto criado em 1978, sob a responsabilidade de Vítor Jorge, seu mentor e coordenador, com a finalidade de criar uma unidade permanente de trabalho, como um centro ativo de estudo e levantamento de cartas arqueológicas.

Este projeto nasceu de um plano de estudos, entregue por Vítor Jorge ao então IPPC em 1978, que visava apenas o conjunto “megalítico” da Serra da Aboboreira. Todavia, como foram detetados vestígios de outro tipo de estruturas – povoados em fossa, sepulturas em fossa e fossas abertas no saibro – em vários pontos da Serra, aquando da realização dos trabalhos arqueológicos efetuados no primeiro monumento megalítico aí escavado (Outeiro de Ante 3), houve então a necessidade de alargar o âmbito cronológico dos estudos já iniciados, assim como abrir o Campo à intervenção de outros investigadores, já em 1979 (JORGE 1988: 2 e 3).

Continuar a ler


Com o projeto C.A.S.A., pretendia-se constituir um programa de investigação interdisciplinar numa dada região, num dado espaço geográfico – o da Serra da Aboboreira –, com o objetivo de se compreender como esse espaço foi “organizado” pelo homem em cada época (JORGE 1981: 2).

Trata-se de um projeto no âmbito da Arqueologia Espacial e da investigação integrada por se pretender efectuar uma análise da ocupação humana e da evolução do meio ambiente, num dado território e ao longo das épocas pré-histórica e histórica.

Pretendia-se construir o conhecimento da evolução do povoamento, da ocupação do solo e da sua utilização agrícola, assim como o da evolução do clima, vegetação, e da fauna ao longo dessas épocas (JORGE 1988: 1 e 2).

Recolher Texto

About the author

Assuntos relacionados