Vida Natural

Rio Teixeira

O rio Teixeira apresenta um grau de conservação e valor ecológico superior aos restantes rios do concelho de Baião. Deslizando suavemente por entre encostas declivosas, o rio Teixeira é acompanhado nas suas margens por tufos de junça-dos-rios e outras plantas exuberantes como o feto-real. Para além da lesma Arion ater, facilmente visível devido às suas grandes dimensões e coloração negra, é possível observar libélulas que patrulham a superfície do rio, como a Cordulegaster boltonii, e outras que se encontram mais frequentemente sobre a vegetação, como a Calopteryx virgo.

Entre as espécies  de  insetos  presentes  neste  local encontram-se o saltão verde Tettigonia viridissima e a borboleta legalmente  protegida  Euplagia  quadripunctaria,  com  asas  de coloração viva. No curso de água ou na sua proximidade é possível avistar o lagarto-de-Água, espécie endémica da Península Ibérica. Distingue-se com relativa facilidade das outras espécies de lagartos pela coloração azul-turquesa que apresenta na zona da garganta.

Continuar a ler

O rio Teixeira é rodeado por bosques de carvalho-alvarinho e por mosaicos agrícolas ricos em castanheiros. O fundo do vale tem grandes potencialidades do ponto de vista ornitológico, devido à grande diversidade de habitats presentes. Junto das margens, o visitante pode ser surpreendido pelo “tsee-wee-wee” do maçarico-das-rochas, enquanto  que o característico canto do rouxinol-bravo se sobrepõe ao marulhar da água corrente. Bandos de aves granívoras como o pintassilgo, o pintarroxo e o pardal-montês aparecem em redor dos campos cultivados, enquanto que dos pinhais envolventes se ouve o grasnar do gaio e o “tsii-tsii” típico dos chapins. Com um pouco de atenção, será até possível escutar o típico martelar do pica-pau-malhado-grande.

Recolher Texto

About the author

Assuntos relacionados