Famosas pela técnica original de dobragem e pela sua decoração, as bengalas de Gestaçô são também muito conhecidas dos estudantes universitários, já que são das mãos dos artesãos desta freguesia que saem anualmente mais de 20 mil bengalas para a queima das fitas promovidas por todo o país.

Desde os inícios do séc. XII, altura em que o Mosteiro de Santo André de Ancede foi fundado, que a sua história se encontra intimamente relacionada com a produção e a comercialização do vinho. Desde a época medieval, que o vinho era canalizado para a cidade do Porto, integrando os circuitos comerciais do Rio Douro.

O património religioso baionense é rico e diversificado. Para além do Mosteiro de Santo André de Ancede, são inúmeras as igrejas, ermidas e capelas que se encontram espalhadas pelo concelho e que ao longo do tempo ajudaram a construir a paisagem do território. Mais do que monumentos, são manifestação cultural e espiritual, lugares que sucessivas […]

Fonte de inspiração para o romance “A Cidade e as Serras”, a Casa de Tormes, hoje sede da Fundação Eça de Queiroz, possui uma forte componente museológica, preservando o espólio do escritor e mantendo vivo o cenário que Eça conheceu e deu a conhecer através desta sua última obra.

Agustina Bessa-Luís é uma escritora portuguesa, nascida em Vila Meã, cidade de Amarante. Com colaboração dispersa por muitos periódicos, é hoje considerada uma das vozes mais importantes no romance português contemporâneo. A sua estreia na literatura deu-se em 1948, com a narrativa “O Mundo Fechado”, muito embora o primeiro romance tenha sido escrito aos 16 […]

Camilo Castelo Branco nasceu em Lisboa a 13 de março de 1825 e faleceu em São Miguel de Seide a 1 de junho de 1890. Filho de Manuel Joaquim Botelho Castelo Branco, ficou órfão de mãe aos dois anos, e de pai aos dez; foi, então, viver para Vila Real, ficando à responsabilidade da sua […]

Embora mais conhecido como Visconde de Vila Moura, o seu nome completo era Bento de Oliveira Cardoso e Castro Guedes de Carvalho Lobo, tendo nascido na Casa da Eira, lugar de Vila Moura, freguesia de Grilo, concelho de Baião, onde viveu até aos oito anos de idade.

António Mota nasceu em Vilarelho, Ovil, concelho de Baião. Professor do Ensi-no Básico, publicou em 1979 o seu primeiro livro infantil, «A Aldeia das Flores», não mais deixando de escrever. As suas estórias, muitas delas com história, valeram-lhe já prémios de grande prestígio: com «O rapaz de Louredo» (1983) ganhou um prémio da Associação Portuguesa […]

Joaquim Soeiro Pereira Gomes nasceu a 14 de abril de 1909 na freguesia de Gestaçô, em Baião. Era filho dos proprietários rurais Alexandre Pereira Gomes e Celestina Soeiro Pereira Gomes, sendo um dos seis filhos do casal.

Lembro-me da ordem meticulosa em que andava tudo quanto era de meu Pai! […] sobre a alta mesa de trabalho viviam na mesma ordem o tinteiro, três «bichos» pesa- papéis, o limpa-penas, o castiçal de louça e a jarrinha com uma flor, que minha Mãe arranjava sempre, com a sua graça especial. Ao lado, uma […]